Incêncio

Animais silvestres morrem queimados e incêndio pode ter sido criminoso

Jacaré mortos e vestígios de gasolina foram encontrados na fazenda em Corumbá

Por Diário Digital - Paula Fernandes 21 AGO 2019 - 18h03min
Jacaré adulto morre e vegetação destruída durante incêndio Jacaré adulto morre e vegetação destruída durante incêndio Foto: Divulgação

Depois do fogo, a paisagem tomada pela  destruição.  Vegetação devastada,  animais mortos e outros ainda agonizando com os ferimentos causados pelas queimaduras. Foram três incêndios em 15 dias. Este foi o cenário encontrado na Fazenda Caimansul, na zona rural de Corumbá, a 430 quilômetros de Campo Grande. E ainda uma preocupação: há indícios de que neste caso o incêndio  tenha sido criminoso.

Animais que estavam na mata não conseguiram escapar. Jacarés, jabutis e cobras não suportaram as chamas. Alguns jacaré foram localizados com  ferimentos. A fazenda divulgou vídeo no qual uma cobra resgatada do local incêndio aparece tomando água fornecida pelo funcionário da Fazenda.

Os animais só puderam ser encontrados e resgatados após o controle das chamas,  o que só foi possível no início da semana. Eles percorrem a propriedade para calcular a dimensão dos estragos.

A fazenda trabalha com a criação de jacarés e a preocupação era evitar que o fogo  chegasse até a matriz onde fica o espaço de concentração dos animais. De acordo com  o zootecnista Wiler Girardi, gerente industrial da empresa, ali estavam cerca de 70 mil jacarés, entre filhotes e adultos. “Com o apoio das equipes do Prevfogo conseguimos evitar que as chamas chegassem até o criatório e mesmo assim os estragos foram enormes”, lamenta.

Segundo estimativa da empresa, o incêndio atingiu cerca de 60% da área.  Dentro do espaço  destruído foram encontrados vestígios de gasolina. “É uma situação triste. Já estamos com calor excessivo e tempo seco que provoca queimadas e ainda isso. Até quando? Acho que precisa mais fiscalização”.
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FecharAbrir