Livraria Brasil

Por Jandira Trindade 14 AGO 2020 - 15h15min
Foto: Divulgação

Reminiscências de um tempo distante que está sempre presente…. lugar seja ele, prédio, rua da nossa cidade que marcaram para sempre na época vivida… passar agora por esses lugares… renovam as lembranças…

Rua Marechal Mallet que atravessa a praça da igreja “Matriz” vai cortando toda a cidade… no seu trajeto percorrido tantos prédios de comercio, residências com quintais enormes… no encontro de suas ruas, as esquinas eram valorizadas e disputadas por comerciantes…

No passado ali… na esquina com a rua Pandiá Calógeras, de um lado a farmácia São Joao de Antônio Pace, seo “Tonico”, pessoa carismática, querido e conhecido por toda cidade… sua farmácia afamada pela presteza no atendimento, e a diversidade dos tantos remédios em prateleiras… tendo ainda o enfermeiro “Naikaiama”, a fazer curativos com toda sua calma orienta, e nos dar injeções com paciência e carinho…

A sua frente, do outro lado da rua, também na esquina… um prédio com uma loja, super charmosa… vitrines ao seu redor com prateleiras a expor artigos, mercadorias com o nome… de “Livraria e Tipografia e Bazar Brasil” de “Eurindo e Lucrécia Lerte” …. essa loja toda família tomava parte… na hora do almoço e descanso do casal, suas filhas faziam plantão….

Mercadorias todas escolhidas com tanto bom gosto, cada uma em sua prateleira, num lugar marcado….

Na tipografia suas maquinas de imprimir, com aparelhos necessários para tudo sair com perfeição… convites de casamento, batizados, aniversários ou não… com letras maiores ou pequenas, douradas, prateadas como diziam as regras de etiqueta da época….

Campanha Portal_07

Na livraria suas prateleiras com livros, cadernos, lápis de cor ou simples, envelopes de vários tamanhos, a “caneta”, “parker” novidade que fez tanto sucesso…

Vários tipos de papeis, até aqueles tão necessários para fazer uma promissória…

No bazar… ponto alto da loja… brinquedos de tantas marcas como as da marca “Estrela” …. bonecas lindíssimas…. carrinhos de todos os tamanhos… ate a bicicletas, que eram expostas na frente da loja… motivo de uma brincadeira do seu vizinho farmácia em esconde-las, dando um susto danado ao seu dono…. resultando somente uma união e amizade entre eles…

Ainda no bazar… lá estavam em suas vitrines…. joias lindíssimas…. exposta também num estojo uma cruz de rubi com corrente, oferta de Laury Barcelos a rainha da Asa, “Irene Cicalise”, “perfumes franceses”, óculos, relógios até aqueles chamados de “cebolões” com a corrente e tudo… lindas camisas de homem, o forte mesmo eram as louças… alouçadas, e as de porcelana, faqueiros, copos, taças, compoteiras, vasos, enfeites de puro cristal branco e azuis… tudo tão perfeito, escolhidas com tanto bom gosto que difícil era escolher… clientes vinham de longe….

No passar dos anos…. já estavam em prédio próprio…. bem no centro da cidade, na rua Estevão em frente do cinema… tendo a residência como no passado em fundos da loja… Prédio todo envidraçado, vitrine mostrando tantos artigos para presentes… o nome em letras enormes na parte frontal do prédio “Livraria Brasil”, clientes cada vez maior a procura das mercadorias existentes essa loja, como no passado… somente a tipografia que não existia o ponto marcante dessa loja…. como era bom ser atendida por dona Lucrécia, que vinha lá de dentro da casa, ou da cozinha com um pano de prato nos ombros, num “jeitinho só dela” …. inesquecível presença…. lembrança tão boa….

O tempo é implacável… os anos passam… tudo se modifica… o prédio está ali… com outras maneiras de comercio…. até farmácia já esteve ali… hoje bem diferente do passado….um comercio ocupa seu lugar, sendo sempre uma casa de comercio… a atender tantos outros clientes.

Campanha Grupo Whatsapp 8

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campanha Atlântico Super Center - Quinta_12
FecharAbrir
Fale com a redação